Carnaval de rua, Rio de Janeiro

Foto: Francisco Valdean

Na régua

Foto: Francisco Valdean

Banho de mangueira

Foto: Francisco Valdean

Festa junina

Foto: Francisco Valdean

Rua da Maré

Foto: Francisco Valdean

17 de julho de 2016

Banda Algoz lança CD em show na Lona Cultural da Maré



Na região da Maré existem alguns grupos musicais do género rock, a banda Algoz é um dos principais grupos deste género na região. O show de lançamento do CD “Algoz” ocorreu no dia 15/07/2016 na Lona Cultural na Maré.
                             
Sobre o show replicamos aqui uma fotografia seguida de comentário de Paulo Barros: 

“5 anos de trabalho árduo, muitas viagens, sonhos, a perda de um amigo, mas no final das contas valeu a pena. Ontem foi a noite de coroação de um trabalho que foi feito por pessoas que são trabalhadores, não desacreditam no seu potencial, lutam para fazer o underground forte e incluem a Favela no circuito de rock do Rio”.

Para ouvir o trabalho musical da banda Algoz clique aqui:
Foto: Paulo Barros

___________________________
#MARÉDECULTURA
www.ocotidiano.com.br
Páginas: Maré-RJ e Favela Fiscal

16 de julho de 2016

Anarriê da paz

Com mais de 30 anos de história, uma das festas juninas mais tradicionais da Maré é o “Arraiá da Paz”, no Parque União. Antes, o evento era na Rua da Paz, em frente à antiga capela. Tradicionalmente, as pessoas que frequentam a Paróquia ensaiam e preparam apresentações das quadrilhas. Crianças, jovens e adultos se enfeitam e dançam ao som das tradicionais musicas Dominguinhos, Luiz Gonzaga, entre outros.

As fotos são da apresentação (11/06/2016) da quadrilha dos casais.

Para saber mais sobre o projeto leia a "Carta aos nossos leitores"http://migre.me/ulSwl.

Fotos: Rosilene Miliotti
___________________________

#MARÉDECULTURA
www.ocotidiano.com.br
Maré - RJ e Favela Fiscal










15 de julho de 2016

A cultura das festas juninas/julinas na Maré

Apresentação (02/07/2016) do grupo "Isto é Show" na rua Luís Ferreira, nas proximidades da Igreja Nossa Senhora dos Navegantes.
‪#‎1MINUTODAMARÉ‬: É uma série de pequenos vídeos produzidos no projeto ‪#‎marédecultura‬.
Para saber mais sobre o projeto ler "Carta aos nossos leitores" no seguinte linque: http://migre.me/ulSwl.
___________________________
#MARÉDECULTURA
www.ocotidiano.com.br
Páginas: Maré-RJ e Favela Fiscal



13 de julho de 2016

Carta aos nossos leitores




Por meio desta postagem, temos a intenção de apresentar aos leitores do blog “O Cotidiano” e das páginas no Facebook “Maré-RJ” e “Favela Fiscal”, o projeto #Marédecultura.

Na visão de muitos moradores e intelectuais, a Maré é tida como um território culturalmente rico. E é sobre a ótica dessa riqueza e diversidade cultural que nos próximos meses realizaremos o projeto #MARÉDECULTURA cujo objetivo é registrar as atividades culturais que ocorrem nas favelas que compõem o conjunto de favelas da Maré.

A iniciativa é uma ação documental de atividades culturais, onde publicaremos ensaios fotográficos, crônicas, poesias, e outros materiais que abordem o contexto cultural da Maré. Além disso, vamos produzir perfis de artistas locais ou de pessoas que são relevantes para a construção da identidade cultural da região.

De onde falamos

Queremos ressaltar que se a Maré tivesse uma data de aniversário, esse ano completaria 76 anos de existência. A ocupação de todo território teve, pelo menos, três etapas. A primeira corresponde ao surgimento do Morro do Timbau (1940) e da Baixa do Sapateiro (1947). Na Baixa do Sapateiro surgiram as famosas palafitas. A segunda etapa ocorreu entre 1955 e 1980, onde surgiram as favelas Parque Maré, Parque Rubens Vaz, Parque União e Nova Holanda.

Em 1992, a partir de uma ação do governo, surgiu o Conjunto Bento Ribeiro Dantas. Quatro anos mais tarde, o Conjunto Nova Maré e em 2000, o Salsa e Merengue, oficialmente denominada Novo Pinheiro. Em 1994, a Maré é elevada a condição de bairro.

O projeto #Marédecultura é um dos 15 projetos da região da Maré contemplados pelo Prêmio Territórios de Cultura, que em sua primeira edição premiou realizadores culturais de diversas regiões da cidade, além da Maré, Senador Camará, Vila Kennedy, Complexo do Alemão e Complexo da Penha. 

Francisco Valdean, cientista social, fotógrafo e morador da Maré.

Rosilene Miliotti, jornalista, fotógrafa e moradora da Maré. 

#MARÉDECULTURA 




      

29 de abril de 2016

Dançarinos Populares: festas juninas, 2016


Dançarinos Populares das quadrilhas que animam as festas juninas da Maré.


Fotos: Francisco Valdean / Vila dos Pinheiros 2016

#MAREDECULTURA











Estão por aqui