27 de setembro de 2009

Quarto Branco

Roupas velhas penduradas no cabide de uma das quatro paredes estuprava a pureza do branco que preenchia todo o quarto branco.Um móvel de mogno quebrava a melancolia existente no ambiente.Sobre o móvel, contrastando com o claro alucinante do cômodo em branco, uma TV exibia um filme em preto e branco. Do lado oposto, um espelho estilhaçado pelos raios luminosos que entrava por uma pequena janela circular encravada numa das paredes. Ao centro, em repouso na horizontal, o corpo do narrador dormia sobre a proteção branca tridimensional.

0 comentários:

Estão por aqui