18 de maio de 2010

Avenida Paulista - São Paulo

-----------------------------------São Paulo-----------------------------------


Quando se chega em outro lugar (cidade) é quase inevitável que se busque as comparações com o lugar (cidade) de onde agente mora.

Andando pela Avenida Paulista em São Paulo da pra ver muitas coisas diferentes do Rio, não há aqui comparações de melhor ou pior, mas em São Paulo me parece que os portadores de deficiências são mais respeitados.

Em outra ocasião, em 2008 enquanto fotografava, em pouco tempo fotografei varios portadores de deficiencia pegando onibus.

------------------------------Paulista em 2008------------------------------


_________________________________________________________
Na época eu não havia percebido que há também na avenida uma pista podotátil, uma espécie de pista guia para os deficientes visuais que andam pela avenida.


_________________________________________________________ 
História da Avenida Paulista


A Avenida Paulista foi inaugurada em 8 de dezembro de 1891, por iniciativa do engenheiro uruguaio Joaquim Eugênio de Lima. O projeto da nova de forma que importasse, tal e qual, o modelo das grandes avenidas européias para agradar a elite cafeeira que se instalava na cidade.

A avenida passa a abrigar neste período a crescente burguesia que aumentava mais e mais a medida que o café acelerava a economia e os bolsos da elite paulista.

É quando nasce os grandes e requintados casarões espalhados pela avenida, transformando a Paulista numa referencia na cidade.

Mais tarde, com a virada do século e a decadência da cultura cafeeira, o Estado de São Paulo sofre uma guinada e, a partir da década de 30, transforma-se em um dos mais importantes pólos industriais da America Latina. A industria paulista cresce 60% durante o período de 34 e 38, chegando a ter mais de 14 mil fabricas em 1941. Neste novo momento econômico, a Paulista passa por outra mudança radical: a avenida glamurosa que exibia imponentes casarões residenciais abre espaço para receber os primeiros edifícios comerciais e de serviço da cidade.

No início dos anos 70, graças a intensa movimentação de pedestres e circulação de veículos a Paulista passa por obras de alargamento da avenida. Assim, a avenida Paulista estava sendo preparada para se tornar o que é hoje: o principal centro econômico, cultural e de entretenimento do País.  







_________________________________________________________ 
Fotos e texto Francisco Valdean


 

0 comentários:

Estão por aqui