1 de junho de 2011

Meu 3º dia como ex-favelada




Ex-favelada!? Investimento público no bairro Maré!? Eu não vi?

"Maré: uma ex-favela! Que orgulho, que orgulho meu povo!!! Agora sou cidadã, que felicidade!!! Mas... 'peraê'...o caverião ainda está aqui, o muro da vergonha também, ainda moro em uma ocupação que não tem luz e nem água... Ué!? Não sou uma cidadã??? O Estado não tirou a Maré da lista de FAVELAS???"

Com uma imensa revolta coloquei esta fala na minha página do facebook depois de ouvir a notícia de que a Maré não era mais uma FAVELA e sim um BAIRRO. Parei, pensei, questionei, li comentários de outros amigos, me perguntei sobre o que estava acontecendo. Não acreditava naquilo, naquelas manchetes de jornais. Afinal, não vi nenhuma autoridade governamental aqui na Maré discutindo e fazendo políticas públicas junto aos moradores. Pior, tudo aqui continua a mesma coisa.

A mesma coisa! Moro em uma ocupação e nela não existe as mínimas condições de sobreviência. A luz é do vizinho, a água é direto da rua, no saneamento básico foi dado um jeitinho e o endereço, isso eu nem tenho! Portanto, ouvir que isso aqui é um bairro, que teve mudanças, é meio duro, não é para ficar calado não! De jeito nenhum!

Esta, sem dúvida, é mais uma armadilha deste nosso Estado para nos esconder, para nos abafar, para fazer com que os moradores se sintam até orgulhosos por serem chamados de "bairristas", por não serem mais FAVELADOS! A ideia deles é mostrar para todos que eles estão investindo e resolvendo os problemas sociais.

Resolvendo os problemas sociais? Será!? Os investimentos que vejo aqui estão sendo feitos de outra forma, que não são para melhorias na vida do povo. Quase sempre ouço, vejo e corro de caveirões que não estão aqui para nos proteger, mas para atirar em qualquer um que cruzar o seu caminho.

Vejo também muros. Muros que foram feitos para nos proteger??? Não! Tenho certeza de que não foi feito para proteger os nossos ouvidos dos barulhos dos carros, e sim para nos esconder, para nos abafar, nos calar!

De fato, o dinheiro, os recursos públicos estão sendo investidos neste bairro que se chama MARÉ! Mas, infelizmente, não é o mesmo tipo de investimento de um bairro "normal", onde as pessoas são consideradas gente, humanas, cidadãs, porque nem isso somos considerados por esta sociedade que nos criminaliza todos os dias!!!
Se aqui é um bairro, quero ter os mesmos direitos que eles têm! Quero ser considerada cidadã, quero ter hospitais públicos, segurança, saúde pública, habitação, saneamento, educação de qualidade, quero ter VIDA! VIDA! O direito de VIVER! De existir!!!


5 comentários:

não existirá cidadania sem soberania popular, só haverá emancipação humana conquistando direitos coletivos e não individuais.

cidadania só virá com garantia de direitos básicos , e pelo que voce tem nos informado nada mudou,a barbarie continua,ser cidadão para esse governo é ser pacifico?, é não ter direito a voz, e não ter direito a informação, isso não é cidadania é exclusão!!

Viva a Favela!

Tive uma ideia. Vou começar agora um movimento para transformar o Bairro de Fátima em favela! Favela de Fátima.

Afinal de contas, a imensa população de rua daqui não possui nenhum serviço "de bairro", e vive jogada pelas ruas sem a menor dignidade.

Aliás, sabem como meus vizinhos de prédio revolveram o problema da população de rua? Fizeram um abaixo assinado para o prefeito solicitando a colocação de uma grade (que eu fui o único morador a não assinar). Menos de um mês depois, tá lá, autorização do subprefeito para colocar a grade dizendo assim: "Autorizo a colocação da grade, por conta da preservação do passeio público e dos moradores de rua".

Gizele, já que virou bairro, faz um abaixo assinado pro subprefeito pedindo o fim do caveirão, e saneamento básico. Vamos ver quanto tempo leva a resposta...
É mole?

Exatamente... Danilo, o que estammos pasando não é uma conquista de direitos. pelo contrário, é a mais nova forma de esconder os problemas sociais dizendo q está tudo, tudo resolvido!

Alan, gostei da ideia! Se lá no Bairro de Fátima eles conseguem resolver os problemas, ou o que eles chamam de problemas sociais com abaixo assinado...vamos fazer o nosso aqui no nosso bairro Maré, vammos ver no que vai dar! Agora somos cidadãos!!! Num é isso!?

É essa a política que está sendo gestada no Rio e no Brasil inteiro, a política do eufemismo e do cinismo institucionalizado. Se a Maré é um bairro como quer o poder público, cadê os equipamentos públicos que estão no zona sul da cidade? os investimentos em serviços básicos e saneamento. Por que esconder um bairro com o Muro da vergonha e mandar caveirão para provocar pânico nos moradores?

Favela é resistência. O poder público nunca viu a favela como parte da cidade, agora quer promover o seu controle dando o nome insonso de "bairro". Quem acredita?

O Estado , ele é muito maquiavelico. 1º ele criminaliza as favelas. Depois eles descriminaliza e entitula de: Comunidade, bairro etc...

Percebe a brincadeira que fazem com todos nós, povo trabalhador?

Acho que tá na hora de todos os trabalhadores perder a quase infinita paciência... Revolução.

Estão por aqui