3 de junho de 2011

Meu 5º dia como ex-favelado




Já chega o final de semana e acho que não preciso ficar repetindo dizendo que nada mudou. Ainda sou “favelado”, não me orgulho disto, mas não nego esta origem. Se bem que minha origem não é necessariamente na favela, mas é uma origem que remete diretamente a origem da favela enquanto fenômeno urbano.

Hoje também paro de colocar diariamente estes textos aqui, talvez os publique esporadicamente, mas queria deixar marcado alguns apontamentos. O primeiro é que se os critérios fossem levados ao pé da letra não só as 44 favelas deixariam de ser favelas e sim quase todas existentes no Rio, o que já é o bastante para problematizar a categoria favela.


Acredito que para melhor entender o fenômeno favela seja preciso se propor a entender outras questões que estão além dos limites da cidade do Rio de Janeiro, visto que o fenômeno é nacional e mundial. 

Outra questão, no conjunto de favelas que habito, só 5, segundo os critérios, não são mais  favelas. E o restante, no total são 16? Além do mais em decreto de 1994, este conjunto de favelas havia virado bairro.

É isto, no mais queria dizer que este diário que surgiu em um momento de indignação ao ler uma matéria de um jornal acabou ganhando algumas páginas da internet e perfis das redes sociais e só esta semana o Blog O Cotidiano registrou mais de 4 mil acessos.

Outros dias do diário




1 comentários:

Parabens, adorei ler o diario de um ex-favelado, voce conseguiu transmitir a revolta e a indignacao de quem vive uma realidade dura e se depara com politicos manipulando categorias para fingir que de repente o Rio teve uma melhora enorme! Minha impressao eh que o governo quer dizer que as favelas tem condicoes precarias, mas como outras partes da cidade tem problemas semelhantes, nao tem porque a favela ter esse nome especifico que carrega consigo o peso da exclusao e da negligencia do Estado. Talvez devessemos fazer o contrario: comecar a chamar as outras areas precarias da cidade de favelas! Quem sabe essa imagem do Rio como uma grande favela chegaria as manchetes internacionais e incomodaria o Sergio Cabral o suficiente e ele finalmente faria esforcos genuinos pra melhorar as condicoes de vida do cidadao?

Estão por aqui